Marcadores

acessos (4) Acidentes (3) Anatomia (4) Articulações (4) Artralgia (1) Artrite (11) Artroscopia (1) Artrose (3) Atrofia muscular espinhal (1) Aula (1) Avaliação (3) Backhand (1) bioimpressora (1) Bursite (1) cartilage (1) Cartilagem (2) Cervical (2) Ciclistas (1) Cifose de Scheuermann (1) cinesiologia (2) cirurgia (2) claudicante (1) CMT (1) Cobb (1) Coluna Lombar (3) Coluna Toráxica (1) Coluna Vertebral (4) Corpo Humano (8) Cotovelo (2) criança (1) Crônica (1) Curiosidades (4) Dedo em Gatilho (3) Degenerativa (1) Descobertas (1) Diabetes (3) diabética (2) Diagnóstico (12) Dicionário (1) Diconário (1) Dissecação (1) Distensão (1) Doença (13) Dor (6) Dupuytren (1) Edital (1) Elliot Krane (1) esclerose múltipla (1) Escoliose (2) Espondilite (2) Espondilolistese (2) Espondilose (2) Estiloide (1) Estudo (2) Eventos (2) exame clínico (7) Exame físico (12) Exosesqueleto (1) Fêmur (1) Fibromialgia (1) Finkelstein (1) fixadores (1) flexores (1) Forehand (1) Fratura (7) Gessado (1) Glasgow (1) Gota (1) Hérnia de Disco (1) impressão 3D (1) Inflamação (1) Joelho (12) knee (5) Lasègue (1) Lesões (11) Lombalgia (1) Lombar (2) Manguito Rotador (1) Manual (1) mão (5) marcha anormal (1) Medicina (6) Médico-Paciente (2) Mellitus (1) membros inferiores (4) Membros Superiores (2) motor (1) Movimento (3) Mulher (1) Musculoesquelética (3) Músculos (2) Nervo (5) Neurológico (2) Neurônio (1) Ombro (6) órgãos (1) ortopedia (2) Ortopédico (3) Óssos (4) Osteoartrite (4) Osteocondrite dissecantes (1) Osteocondrose (1) osteomielite (2) Osteonecrose (1) osteoporose (2) Paralisia Cerebral (2) (7) pé torto congênito (1) Perna (3) Pérolas Clínicas (1) Perthes (1) Phallen (1) Poliartrite (2) Postura (1) Postura médica (1) Prognóstico (1) prótese (3) Psoríase (1) Quadril (2) questões resolvidas (2) Recém Nascido (1) Relação (1) Reumáticas (3) Reumatóide (3) RN (1) SBOT (2) Schober (1) Sensitivas (1) Tecnologia (3) tendão (2) tendinite (3) Tenossinovite (1) TEOT (1) Testes (14) Tornozelo (2) Tratamento (4) trauma (2) Trendelenburg (1) Trigger Finger (1) Tumores (1) Túnel do Carpo (2) Ulnar (1) Úmero (1) vídeo (8) Vila Olímpica (1)

quarta-feira, 8 de março de 2017

Funções Sensitivas

Funções Sensitivas

Avaliação Sensorial

  • Via Espinotalâmica: devemos pesquisar sensações dolorosas, térmicas, tato protopático.
  • Via Coluna Dorsal Lemnisco: devemos pesquisar sensações vibratórias, propriocepção (posição) e tato epicrítico.
  • Grafestesia
  • Estereognosia
  • Extinção
  • Vibração
  • Classificação Clínica:
    • Sensibilidade Superficial (Exteroceptiva):
      • Dolorosa
      • Tátil
      • Térmica
    • Sensibilidade Profunda (Proprioceptiva):
      • Cinético-Postural (Propriocepção)
      • Vibração
    • Sensibilidade de Integração Cortical:
      • Estereognosia
      • Discriminação de 2 pontos
      • Grafestesia
      • Extinção

Avaliação Sensitiva

  • Seguir o trajeto dos dermátomos avaliando dor, temperatura e sensibilidade grosseira








Dermátomos e Pontos de Referência Superficiais








Avaliação Sensorial

    • Checagem da sensação dolorosa e grosseira.
    • Tubos de ensaio com água fria e quente podem ser utilizados para sensação térmica.






    • Posição ou Propriocepção:
      • Questionar com o paciente se o dedo esta para cima ou para baixo quando você o posiciona.
      • O paciente deve estar com os olhos fechados.
      • Condução pela via Coluna Dorsal Lemnisco.



    • Discriminação entre 2 pontos: via coluna dorsal lemnisco. Checa-se em várias regiões a capacidade discriminatória.


    • Discriminação entre 2 pontos




    • Grafestesia: fazemos o desenho de um número ou uma letra na palma da mão do paciente pedindo ao mesmo, de olhos fechados, que nos diga qual letra ou número escrevemos.
    • Incapacidades (apraxias) nos faz pensar em lesão do lobo parietal.


    • Estereognosia: damos ao paciente um objeto para que ele, com os olhos fechados, reconheça-o pelo tato.
    • Incapacidades também nos sugerem lesões do córtex parietal.


    • Extinção: pede-se ao paciente que feche os olhos. Em seguida, colocamos a ponta do nosso dedo num hemicorpo do paciente pedindo para que ele identifique o local com seu dedo. Logo após colocamos um dedo num hemicorpo e outro num outro hemicorpo.
    • Paciente que não distinguir nossos dois toques em hemicorpos diferentes apresentam extinção.
    • Lesões no córtex somatosensitivo (parietal) levam a extinção. O estímulo tátil não será sentido no lado contralateral à lesão parietal.


_____________________________________________________________________________

Fonte: sistemanervoso.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário