Marcadores

acessos (3) Acidentes (3) Anatomia (4) Articulações (4) Artralgia (1) Artrite (11) Artroscopia (1) Artrose (3) Atrofia muscular espinhal (1) Aula (1) Avaliação (3) Backhand (1) bioimpressora (1) Bursite (1) cartilage (1) Cartilagem (2) Cervical (2) Ciclistas (1) Cifose de Scheuermann (1) cinesiologia (2) cirurgia (1) claudicante (1) CMT (1) Cobb (1) Coluna Lombar (3) Coluna Toráxica (1) Coluna Vertebral (4) Corpo Humano (7) Cotovelo (2) criança (1) Crônica (1) Curiosidades (4) Dedo em Gatilho (3) Degenerativa (1) Descobertas (1) Diabetes (3) diabética (2) Diagnóstico (11) Dicionário (1) Diconário (1) Dissecação (1) Distensão (1) Doença (13) Dor (6) Dupuytren (1) Edital (1) Elliot Krane (1) esclerose múltipla (1) Escoliose (2) Espondilite (2) Espondilolistese (2) Espondilose (2) Estiloide (1) Estudo (2) Eventos (2) exame clínico (6) Exame físico (11) Exosesqueleto (1) Fêmur (1) Fibromialgia (1) Finkelstein (1) fixadores (1) flexores (1) Forehand (1) Fratura (6) Gessado (1) Glasgow (1) Gota (1) Hérnia de Disco (1) impressão 3D (1) Inflamação (1) Joelho (12) knee (5) Lasègue (1) Lesões (11) Lombalgia (1) Lombar (2) Manual (1) mão (5) marcha anormal (1) Medicina (6) Médico-Paciente (2) Mellitus (1) membros inferiores (4) Membros Superiores (2) motor (1) Movimento (3) Mulher (1) Musculoesquelética (3) Músculos (2) Nervo (5) Neurológico (2) Neurônio (1) Ombro (4) órgãos (1) ortopedia (2) Ortopédico (3) Óssos (4) Osteoartrite (4) Osteocondrite dissecantes (1) Osteocondrose (1) osteomielite (2) Osteonecrose (1) osteoporose (2) Paralisia Cerebral (2) (7) pé torto congênito (1) Perna (3) Pérolas Clínicas (1) Perthes (1) Poliartrite (2) Postura médica (1) Prognóstico (1) prótese (3) Psoríase (1) Quadril (2) questões resolvidas (2) Recém Nascido (1) Relação (1) Reumáticas (3) Reumatóide (3) RN (1) SBOT (2) Schober (1) Sensitivas (1) Tecnologia (2) tendão (2) tendinite (3) Tenossinovite (1) TEOT (1) Testes (11) Tornozelo (2) Tratamento (4) trauma (2) Trendelenburg (1) Trigger Finger (1) Tumores (1) Túnel do Carpo (2) Ulnar (1) Úmero (1) vídeo (7) Vila Olímpica (1)

domingo, 18 de dezembro de 2016

Lesões Ligamento do Joelho Parte I

Lesões do ligamento cruzado anterior


Uma das lesões mais comuns do joelho é a ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA).
Atletas que participam em esportes de alta demanda, como futebol, futebol de salão e basquete são mais suscetíveis de traumatisar seu ligamento cruzado anterior.
Se você  romper o seu ligamento cruzado anterior, você pode necessitar de cirurgia para recuperar a função total do joelho. Isso vai depender de vários fatores, tais como a gravidade da sua lesão e seu nível de atividade.

Anatomia

Anatomia normal do joelho, vista frontal. 

Três ossos se reúnem para formar a articulação do joelho: seu osso da coxa (fêmur), um dos ossos da perna (tíbia) e a rótula (patela). Sua patela situa-se na frente da articulação para fornecer alguma proteção.

Os ossos estão ligados entre si por ligamentos. Existem quatro ligamentos principais no joelho. Eles agem como cordas fortes para manter os ossos juntos e manter o joelho estável.
Ligamentos colaterais

Estes são encontrados nas faces laterais do joelho. O ligamento colateral medial localiza-se na face medial ou interna do joelho e o ligamento colateral lateral está na face lateral ou no lado de fora. Eles controlam o movimento lateral do joelho e o estabilizam contra movimento anormal.
Ligamentos cruzados
Estes ligamentos são encontrados dentro da articulação do joelho. Eles se cruzam para formar um "X", com o ligamento cruzado anterior na frente do ligamento cruzado posterior. Os ligamentos cruzados controlam o movimento para trás e para frente do joelho.
O ligamento cruzado anterior funciona diagonalmente no meio do joelho. Ele impede que a tíbia deslize para fora na frente do fêmur, bem como fornece a estabilidade rotacional do joelho.
Descrição
Cerca da metade de todas as lesões do ligamento cruzado anterior ocorrem juntamente com danos a outras estruturas do joelho, como outros ligamentos, menisco ou cartilagem articular.
“Entorses do Joelho” são consideradas lesões ligamentares e são classificadas em uma escala de gravidade crescente.
Entorse de 1º grau -  O ligamento é levemente danificado em uma entorse de 1º grau. Ele tem sido um pouco esticado, mas é ainda capaz de ajudar a manter a articulação estável.
Entorses de 2º grau - A entorse de 2º grau estende o ligamento a ponto de torná-lo frouxo. Algumas fribras de colágeno do ligamento são rompidas.  Isso é muitas vezes referido como uma ruptura parcial do ligamento.
Entorses de 3º  grau - Este tipo de entorse é mais comumente referido como uma ruptura completa do ligamento. O ligamento é dividido em duas partes, e a articulação do joelho torna-se instável.

Rupturas parciais do ligamento cruzado anterior são raras; a maioria das lesões LCA são completas ou quase completas.

Causa
  • O ligamento cruzado anterior (LCA) pode ser lesado de várias maneiras:
  • Mudança rápida de direção;
  • Parando de repente;
  • Aterragem de um salto incorretamente;
  • Contato direto ou colisão (prática esportiva – futebol);


Vários estudos têm mostrado que atletas do sexo feminino têm maior incidência de lesão do LCA do que atletas masculinos em certos esportes. Propôs-se que isto ocorre devido às diferenças no controle neuromuscular, na força muscular e no condicionamento físico. Outras causas sugeridas incluem diferenças na pelve e no alinhamento da (perna) da extremidade inferior, maior frouxidão nos ligamentos e os efeitos do estrogênio nas propriedades do ligamento.
Sintomas
Quando há trauma do ligamento cruzado anterior, pode-se ouvir um barulho de "estalar" e se pode sentir o joelho instável.Outras sintomas típicos incluem:
  • Dor com edema. Dentro de 24 horas, o joelho vai inchar. Se ignorado, o inchaço e a dor podem se resolver por conta própria. No entanto, se a pessoa que traumatisou o joelho tentar retornar ao esporte, o joelho será, provavelmente, instável e haverá maior risco de causar danos à cartilagem de amortecimento do joelho (menisco).
  • Perda da amplitude total de movimento
  • Desconforto ao andar

Exame médico

Exame físico e história do paciente
Durante a primeira visita, o médico perguntará quais são os sintomas e qual é o histórico médico do paciente.
Durante o exame físico, o médico irá verificar todas as estruturas anatômicas do joelho lesado e as comparar com as do joelho não traumatizado.
A maioria das lesões do ligamento pode ser diagnosticada com um minucioso exame físico do joelho. O teste de Lachaman tem grande sensibilidade de 80 a 99% para detectar a ruptura do ligamento cruzado anterior.
Sensibilidade de um teste físico ortopédico especial é a proporção dos indivíduos com a doença, que têm um teste positivo para a doença.

Testes de imagem
Outros testes que podem ajudar o médico a confirmar seu diagnóstico incluem:
Raios-x. Embora eles não mostrem quaisquer danos no ligamento cruzado anterior, os raios-x podem mostrar se a lesão está associada com um arrancamento ósseo.
MRI. Este estudo faz melhores imagens dos tecidos moles, como o ligamento cruzado anterior. No entanto, uma ressonância magnética geralmente não é necessária fazer o diagnóstico de um LCA rompido.

Desenvolvido pela Sociedade Americana de Ortopedia para Medicina Esportiva.
Esta informação é fornecida como um serviço educacional e não se destina a servir como Conselho médico. Quem procura aconselhamento ortopédico ou assistência deve consultar um cirurgião ortopédico.



Nenhum comentário:

Postar um comentário