Marcadores

acessos (3) Acidentes (3) Anatomia (4) Articulações (4) Artralgia (1) Artrite (11) Artroscopia (1) Artrose (3) Atrofia muscular espinhal (1) Aula (1) Avaliação (3) Backhand (1) bioimpressora (1) Bursite (1) cartilage (1) Cartilagem (2) Cervical (2) Ciclistas (1) Cifose de Scheuermann (1) cinesiologia (2) cirurgia (1) claudicante (1) CMT (1) Cobb (1) Coluna Lombar (3) Coluna Toráxica (1) Coluna Vertebral (4) Corpo Humano (7) Cotovelo (2) criança (1) Crônica (1) Curiosidades (4) Dedo em Gatilho (3) Degenerativa (1) Descobertas (1) Diabetes (3) diabética (2) Diagnóstico (11) Dicionário (1) Diconário (1) Dissecação (1) Distensão (1) Doença (13) Dor (6) Dupuytren (1) Edital (1) Elliot Krane (1) esclerose múltipla (1) Escoliose (2) Espondilite (2) Espondilolistese (2) Espondilose (2) Estiloide (1) Estudo (2) Eventos (2) exame clínico (6) Exame físico (11) Exosesqueleto (1) Fêmur (1) Fibromialgia (1) Finkelstein (1) fixadores (1) flexores (1) Forehand (1) Fratura (6) Gessado (1) Glasgow (1) Gota (1) Hérnia de Disco (1) impressão 3D (1) Inflamação (1) Joelho (12) knee (5) Lasègue (1) Lesões (11) Lombalgia (1) Lombar (2) Manual (1) mão (5) marcha anormal (1) Medicina (6) Médico-Paciente (2) Mellitus (1) membros inferiores (4) Membros Superiores (2) motor (1) Movimento (3) Mulher (1) Musculoesquelética (3) Músculos (2) Nervo (5) Neurológico (2) Neurônio (1) Ombro (4) órgãos (1) ortopedia (2) Ortopédico (3) Óssos (4) Osteoartrite (4) Osteocondrite dissecantes (1) Osteocondrose (1) osteomielite (2) Osteonecrose (1) osteoporose (2) Paralisia Cerebral (2) (7) pé torto congênito (1) Perna (3) Pérolas Clínicas (1) Perthes (1) Poliartrite (2) Postura médica (1) Prognóstico (1) prótese (3) Psoríase (1) Quadril (2) questões resolvidas (2) Recém Nascido (1) Relação (1) Reumáticas (3) Reumatóide (3) RN (1) SBOT (2) Schober (1) Sensitivas (1) Tecnologia (2) tendão (2) tendinite (3) Tenossinovite (1) TEOT (1) Testes (11) Tornozelo (2) Tratamento (4) trauma (2) Trendelenburg (1) Trigger Finger (1) Tumores (1) Túnel do Carpo (2) Ulnar (1) Úmero (1) vídeo (7) Vila Olímpica (1)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Doenças Reumáticas Parte II

ABORDAGEM DIAGNÓSTICA
 O diagnóstico das doenças reumáticas baseia-se primariamente na história e no exame físico. Estudos laboratoriais e análises de imagens são caros e, em geral, de pouca utilidade.
 A maioria apresenta baixa sensibilidade e especificidade, fornecendo achados que raramente são definitivos para o diagnóstico.
Os níveis séricos de ácido úrico, por exemplo, que é uma substância intimamente envolvida na patogênese da gota, é de pouca utilidade diagnóstica em casos de artrite gotosa.
Os níveis de ácido úrico são normais em 20% dos pacientes com gota (isto é, resultados falso-negativos) e a maioria dos indivíduos que apresentam níveis elevados jamais desenvolverá artrite gotosa (resultados falso-positivos).
Investigações abrangentes e caras muitas vezes levam a conclusões equivocadas.
A escassez de ferramentas laboratoriais auxiliares úteis para o diagnóstico da doença reumática torna as habilidades clínicas do médico bastante importantes e o diagnóstico dessa condição, um empreendimento excitante.

HISTÓRIA
 Uma história cuidadosa e detalhada representa a parte mais importante da avaliação do paciente com artrite. Seu foco está no exame físico subsequente e nos estudos laboratoriais.
Os fatores relevantes da história são idade, sexo e raça do paciente.
Adicionalmente, o médico deve descobrir a localização da dor, o que inclui determinar a distribuição das articulações afetadas e o ponto de origem da dor, ou seja, se a dor surge de uma determinada articulação ou de estruturas adjacentes [Tabela 1].
O envolvimento simétrico de pequenas articulações das mãos e pés, porém sem envolvimento das articulações interfalângicas distais, é sugestivo de artrite reumatoide.
Por outro lado, o envolvimento interfalângico distal é frequente na artrite psoriática. Um supercrescimento ósseo acompanhado de envolvimento interfalângico distal é sugestivo de osteoartrite.
O envolvimento assimétrico de grandes articulações acompanhado de dor nas costas em um homem jovem é característico de espondiloartropatia.
O início repentino de uma dor severa no dedão do pé é um aspecto típico da gota (podagra).
Conhecer a natureza da dor ajuda o médico a determinar se a doença é ou não inflamatória.
A data do início e o curso temporal da dor também devem ser desvendados.
O envolvimento inusitado de articulações que ainda não haviam sido afetadas em um paciente com envolvimento articular é comum em casos de artrite reumatoide e lúpus eritematoso sistêmico (LES).
A poliarterite migratória – em que uma articulação afetada se torna assintomática e a outra, dolorosa – é observada na artrite gonocócica, na síndrome de Reiter e na febre reumática aguda.
 A artrite intermitente – na qual intervalos assintomáticos são intercalados com episódios de exacerbação aguda – é comum em casos de artrite induzida por cristais


Doenças reumáticas comuns.
Intra-articular
Extra-articular
Inflamatória
Artrite reumatoide
Tendinite
Lúpus eritematoso sistêmico
Bursite
Artrite séptica
Polimiosite
Gota
Vasculite
Pseudogota
Espondiloartropatia
Não inflamatória
Osteoartrite
Fibromialgia
Tabela 1















Nenhum comentário:

Postar um comentário