Marcadores

acessos (3) Acidentes (3) Anatomia (4) Articulações (4) Artralgia (1) Artrite (11) Artroscopia (1) Artrose (3) Atrofia muscular espinhal (1) Aula (1) Avaliação (3) Backhand (1) bioimpressora (1) Bursite (1) cartilage (1) Cartilagem (2) Cervical (2) Ciclistas (1) Cifose de Scheuermann (1) cinesiologia (2) cirurgia (1) claudicante (1) CMT (1) Cobb (1) Coluna Lombar (3) Coluna Toráxica (1) Coluna Vertebral (4) Corpo Humano (8) Cotovelo (2) criança (1) Crônica (1) Curiosidades (4) Dedo em Gatilho (3) Degenerativa (1) Descobertas (1) Diabetes (3) diabética (2) Diagnóstico (11) Dicionário (1) Diconário (1) Dissecação (1) Distensão (1) Doença (13) Dor (6) Dupuytren (1) Edital (1) Elliot Krane (1) esclerose múltipla (1) Escoliose (2) Espondilite (2) Espondilolistese (2) Espondilose (2) Estiloide (1) Estudo (2) Eventos (2) exame clínico (6) Exame físico (11) Exosesqueleto (1) Fêmur (1) Fibromialgia (1) Finkelstein (1) fixadores (1) flexores (1) Forehand (1) Fratura (6) Gessado (1) Glasgow (1) Gota (1) Hérnia de Disco (1) impressão 3D (1) Inflamação (1) Joelho (12) knee (5) Lasègue (1) Lesões (11) Lombalgia (1) Lombar (2) Manguito Rotador (1) Manual (1) mão (5) marcha anormal (1) Medicina (6) Médico-Paciente (2) Mellitus (1) membros inferiores (4) Membros Superiores (2) motor (1) Movimento (3) Mulher (1) Musculoesquelética (3) Músculos (2) Nervo (5) Neurológico (2) Neurônio (1) Ombro (5) órgãos (1) ortopedia (2) Ortopédico (3) Óssos (4) Osteoartrite (4) Osteocondrite dissecantes (1) Osteocondrose (1) osteomielite (2) Osteonecrose (1) osteoporose (2) Paralisia Cerebral (2) (7) pé torto congênito (1) Perna (3) Pérolas Clínicas (1) Perthes (1) Phallen (1) Poliartrite (2) Postura (1) Postura médica (1) Prognóstico (1) prótese (3) Psoríase (1) Quadril (2) questões resolvidas (2) Recém Nascido (1) Relação (1) Reumáticas (3) Reumatóide (3) RN (1) SBOT (2) Schober (1) Sensitivas (1) Tecnologia (3) tendão (2) tendinite (3) Tenossinovite (1) TEOT (1) Testes (13) Tornozelo (2) Tratamento (4) trauma (2) Trendelenburg (1) Trigger Finger (1) Tumores (1) Túnel do Carpo (2) Ulnar (1) Úmero (1) vídeo (8) Vila Olímpica (1)

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Questões Comentadas de Ortopedia - Trauma




Questões Comentadas de Ortopedia – TRAUMA

(I) Homem de 20 anos de idade sofreu queda com apoio em mão espalmada e resultou em trauma no membro superior esquerdo. Ao exame físico apresenta dor à palpação da tabaqueira anatômica e à pistonagem do polegar. As radiografias não evidenciaram fraturas.

 O diagnóstico provável e a conduta são, respectivamente:
a) fratura impactada do rádio distal; gesso axilo-palmar por 6 semanas;
b) luxação do semilunar; cirurgia de urgência;
c) confusão na articulação rádio-ulnar distal; gesso antebraquio-palmar por 3 semanas;
d) fratura do escafóide; goteira antebraquio-palmar envolvendo o polegar por 3 semanas;
e) instabilidade cárpica; reparação cirúrgica do ligamento escafo-semilunar;

Comentário: As fraturas dos ossos do carpo frequentemente ocorrem em decorrência de queda com o punho em hiperextensão.
Dentre os ossos do carpo o escafóide é o que, estatisticamente, mais sofre lesões. Nos casos em que a fratura do escafóide está impactada e sem desvio as radiografias iniciais podem não evidenciar a fratura. Nestes casos os sinais clínicos com dor a compressão da tabaqueira anatômica devem levar a suspeita da lesão e o paciente deve iniciar o tratamento com a imobilização adequada.
Radiografias devem ser repetidas posteriormente para confirmação diagnóstica. RESPOSTA D.


(II) Paciente de 19 anos sofreu acidente de motocicleta. Apresenta fratura da diáfise da tíbia fechada e grande aumento de volume na perna direita, com dor intensa. O diagnóstico é de síndrome compartimental.

Nesse caso, deve-se:
a) elevar a perna direita
b) utilizar manitol
c) realizar fasciotomia
d) utilizar corticosteróide
e) imobilizar a perna direita

Comentário: Uma vez firmado o diagnóstico de síndrome compartimental é mandatório a realização de fasciotomia cirúrgica.
Caso essa conduta não seja tomada o paciente corre sérios riscos de lesões neurovasculares, com necrose muscular intensa e sequelas definitivas graves. RESPOSTA C


(III) As complicações imediatas das fraturas acetabulares são, EXCETO:

a) morte
b) infecção
c) lesão nervosa
d) tromboembolismo
e) pseudo-artrose

Comentário: As pseudo-artroses ocorrem tardiamente, classicamente vários meses após a lesão e resultam de alterações decorrentes de processos adaptativos em fraturas não consolidadas. RESPOSTA E


(IV) Em relação às fraturas da coluna vertebral, é INCORRETO:

a) o choque medular não tem significado nos pacientes com fraturas da coluna vertebral;
b) as fraturas podem ou não produzir lesões neurológicas;
c) quando existe lesão neurológica incompleta, o tratamento cirúrgico para estabilização e descompressão do canal medular deve ser realizado o mais rápido possível;
d) quando existe lesão neurológica completa, os reflexos patológicos, como Babinski, significam lesão do 1º neurônio motor;
e) o tipo de tratamento depende do grau de instabilidade biomecânica gerada pela lesão;

Comentário: A opção a, é a única incorreta, já que o choque medular é o causador da maior instabilidade cardiovascular nestes pacientes, podendo, inclusive, levá-los a morte. RESPOSTA A.


Nenhum comentário:

Postar um comentário